No mês de agosto, o Brasil aplicou 50,8 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Destas, 30,6 milhões de injeções foram utilizadas para aplicação da primeira dose ou do imunizante dose única da Janssen. O que significa que, em média, 1 milhão de brasileiros foi, ao menos, parcialmente imunizado diariamente nesse período.

Entretanto, o Brasil não é um país homogêneo e assim como o número de casos e mortes pela doença tem variações entre regiões e estados, o de vacinação também oscila muito. No último mês, Distrito Federal, Rondônia, Amapá, Ceará, Paraíba e Sergipe foram as unidades da federação que mais avançaram na quantidade de pessoas vacinadas, com aumento de, no mínimo, 37%. Destes, o Distrito Federal lidera com 52% de aumento.

Rondônia aparece em segundo lugar, com 38% de aumento no número de habitantes parcialmente imunizados ou que receberam a vacina da Janssen. Amapá, Ceará, Paraíba e Sergipe estão empatados com incremento de 37% no número de vacinados. No outro oposto da lista, as unidades federativas que menos progrediram na imunização no mês de agosto são Amazonas (aumento de 19%), Rio Grande do Sul (21%), Roraima (21%), Acre (24% e Maranhão (24%).

Em números absolutos de doses aplicadas, incluindo primeira e segunda dose, São Paulo foi o estado que mais vacinou, com 13,9 milhões de injeções contra Covid-19 administradas. Em seguida estão Minas Gerais (5 milhões) e Rio de Janeiro (3,9 milhões). Os que menos aplicaram doses neste período foram Roraima (67.546 doses), Amapá (148.879) e Acre (161.015).

Confira o avanço da vacinação no Brasil: