Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara dos Deputados, participa agora de reunião virtual com o conselho de administração da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

A entidade entrega ao deputado federal um documento com temas considerados prioritários para o setor, incluindo propostas para mitigar os efeitos da crise provocada pelo aumento do preço dos insumos.

A indústria da construção fechou 2020 com um crescimento de 9,8% nas vendas de imóveis e iniciou 2021 otimista. De acordo com projeções realizadas pela CBIC, o setor poderia incrementar 4% em seu PIB este ano, impulsionado por fatores como baixo patamar da taxa de juros, incremento do financiamento imobiliário e aumento nas vendas de apartamentos novos.

Em março, porém, ainda persistem os mesmos desafios observados no final de 2020, decorrentes do aumento dos preços e do desabastecimento. De acordo com índice calculado pela FGV, o custo com materiais de construção aumentou 25,05% em 12 meses. É a maior alta registrada desde 2003.

Continua após a publicidade