O ministro Ricardo Lewandowski homologou nesta segunda o acordo firmado entre o governo do Rio Grande do Sul e a gestão de Jair Bolsonaro para que a União promova “a regular e gradativa disponibilização de doses de vacina para o segmento dos
trabalhadores em educação” no estado.

Pelo acordo, a União “compromete-se, ainda, a enviar um percentual de doses de forma regular aos trabalhadores de educação de acordo com os quantitativos recebidos para a distribuição”.

No dia 15 de abril, o governador gaúcho Eduardo Leite entrou com ação no STF com pedido de medida cautelar de urgência para a priorização da imunização contra a Covid-19 aos profissionais da área da educação no estado. O acordo entre União e o governo gaúcho encerra a questão judicial no Supremo.