Nos cálculos do Palácio do Planalto, o governo deverá voltar a pagar o Auxílio Emergencial a partir do próximo dia 18, o que coincidiria com a data do Bolsa Família. O ministro da Cidadania, João Roma, entende que se perder a data, os cálculos ficarão mais complicados para a pasta. O valor, como adiantado pelo Radar Econômico, deverá ser de 250 reais em média.

A primeira etapa, contudo, precisa estar concluída. A Câmara dos Deputados vota nesta quarta-feira, 10, o segundo turno da PEC Emergencial, que permitirá a reedição do benefício.

+Siga o Radar Econômico no Twitter