Uma nova pesquisa da Universidade da Califórnia em Riverside revelou que nós compartilhamos genes com animais de 555 milhões de anos atrás. Esses seres, que estão entre os primeiros a viverem na Terra, não tinham cabeças, braços ou pernas, parecendo mais com tapetes simplórios do que com os animais que conhecemos hoje.

Os seres analisados pelos cientistas pertencem a mais de quarenta espécies distintas do período Ediacarano. Os animais mediam de alguns centímetros a quase um metro de comprimento.

A ideia dos pesquisadores era entender onde esses seres se encaixam na árvore da vida — ou seja, quem são seus ancestrais, seus descendentes diretos, etc. Ao longo do estudo, eles constataram que o homem possui características em comum com esses animais, que devem ter originado diversos outros seres pelo planeta, inclusive o ser humano.

Entre os animais analisados, por exemplo, está o ancestral de todos os seres vivos que são bilateralmente simétricos, a exemplo das minhocas.

Continua após a publicidade