Cada vez mais pressionado pela postura adotada na pandemia, Jair Bolsonaro foi criticado por Lula nesta quarta por não usar máscara nem liderar o país na guerra ao vírus.

Ha pouco, na primeira agenda pública após as críticas do petista, o presidente mudou de postura. Apareceu usando o item de segurança contra o coronavírus em uma cerimônia no Palácio do Planalto, algo que há meses não ocorria.

Nas últimas ocasiões semelhantes, Bolsonaro — além de convidados e autoridades presentes, salvo raras exceções — dispensava o acessório.