O STF pode julgar nesta quinta a denúncia apresentada pela PGR contra o deputado Daniel Silveira. O caso está na pauta, mas nesta quarta a própria defesa do deputado bolsonarista pediu mais tempo para apresentar argumentações e acabou levando o ministro Alexandre de Moraes, que relata o caso, a dar mais 15 dias de prazo para que os advogados tenham acesso ao inquérito.

Com isso, o julgamento desta quinta pode girar apenas em torno da possível transferência de Silveira para casa com tornozeleira, pode tratar da denúncia, caso os advogados consigam protocolar alguma manifestação, ou pode mesmo até ser adiado no momento da sessão.

Se o julgamento ocorrer, interlocutores do Supremo dizem que a sessão deve ser rápida como a audiência em que os ministros acolheram a prisão do parlamentar.

O deputado, como se sabe, foi preso no Carnaval depois de divulgar um vídeo com ameaças a ministros do Supremo.

Continua após a publicidade