Fabio Wajngarten foi exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro do cargo de secretário especial de comunicação social do Ministério das Comunicações. O empresário estava no comando da Secom desde abril de 2019. O decreto oficializando a saída foi publicado nesta quinta-feira, 11, no Diário Oficial da União.

Para o lugar de Wajgnarten, o presidente nomeou interinamente o almirante Flávio Rocha, que será mais um militar a ocupar um cargo importante no governo Bolsonaro. Rocha chefiava até então a Secretaria de Assuntos Estratégicos.

A Secom está subordinada ao Ministério das Comunicações, do ministro Fábio Faria, desde junho de 2020, quando a pasta foi recriada.