No levantamento nacional realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas sobre a decisão do ministro Edson Fachin de anular a ficha criminal do ex-presidente Lula, o detalhamento dos dados por região do país mostra que o Nordeste foi onde o petista colheu a maior margem de apoio.

Segundo a pesquisa, 52,6% dos nordestinos afirmaram concordar com a decisão de Fachin contra 41,3% que responderam discordar. A região Sul foi a que mais reprovou o alvará do ministro do STF: 27,3% concordaram com a decisão contra 66,5% que disseram discordar.

A rejeição ao retorno de Lula ao jogo político também foi grande no Sudeste: 64% responderam discordar de Fachin contra 31,6% que afirmaram concordar com a decisão.

No Norte e Centro-Oeste, regiões pesquisas em conjunto pelo instituto, a aprovação da decisão de Fachin chegou a 34,8% de concordância contra 58,9% de discordância.

O instituto ouviu 2.215 brasileiros de todas as 27 unidades da federação. O grau de confiança é de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais.

Continua após a publicidade