O relator da CPI da Pandemia, Renan Calheiros, anunciou há pouco a inclusão de mais três nomes no rol de investigados da comissão.

São eles: Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde que foi acusado de cobrar propina pela compra de vacinas contra a Covid-19 e saiu preso do seu depoimento à CPI no mês passado; Francisco Emerson Maximiano, sócio da Precisa Medicamentos, ex-intermediária da Bharat Biotech na venda da vacina indiana Covaxin; e Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica, que depôs nesta terça-feira.

Segundo Renan, a mudança na condição dos três, que prestaram depoimentos como testemunhas, ocorre em função do avanço da investigação, das provas coletadas e das oitivas já realizadas.