Além de dizer que nunca teve intenção de declarar guerra ao STF e ao Congresso, o presidente Jair Bolsonaro diz em sua nota de recuo que respeita “as instituições da República.

“Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição”, diz Bolsonaro.

O Radar mostrou há pouco que a nota divulgada pelo Planalto foi construída com a ajuda do ex-presidente Michel Temer, que foi ao Planalto a convite do presidente para conversar sobre a escalada da crise.

No texto, Bolsonaro diz querer o diálogo com os demais poderes. “Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles”, diz Bolsonaro na nota.