Governo do RS emite avisos sobre situação da pandemia para 17 das 21 regiões; veja lista

bailey aschimdt
bailey aschimdt


Gabinete de Crise justifica medida pelo aumento de hospitalizações no estado. Aviso é o primeiro dos 3 As de monitoramento do governo, além de ‘alerta’ e ‘ação’, adotados quando há maior risco de contágio. Governo do RS emite avisos sobre situação da pandemia para 17 das 21 regiões
O Gabinete de Crise do governo do Rio Grande do Sul emitiu, nesta quarta-feira (4), avisos para 17 regiões (veja abaixo) dentro do Sistema 3 As de Monitoramento da pandemia de Covid-19. O “aviso” é o primeiro nível, antes de “alerta” e “ação”, adotados quando há maior risco de contágio pelo coronavírus.
A justificativa pela emissão dos avisos se dá em razão do aumento de 102,7% no número de hospitalizações em uma semana no estado.
No final de julho, eram 7,3 novas hospitalizações acumuladas em sete dias para cada 100 mil habitantes. Já na primeira semana de agosto, o índice estava em 14,8 a cada 100 mil, afirma o governo.
Desde o dia 28 de julho, nenhuma região estava sob aviso. Duas semanas antes, em 14 de julho, o governo havia retirado todos os sinais de alerta, em razão da melhora dos indicadores da pandemia no RS.
Média móvel completa 30 dias de quedas consecutivas no RS
Fiocruz confirma mais quatro casos da variante delta no estado
Apesar da emissão dos avisos, o governo decidiu ampliar o limite de ocupação de veículos de transporte.
Ônibus municipais, metropolitanos e comuns, bem como linhas ferroviárias e aquaviárias, tiveram a capacidade ampliada de 60% para 90% do total. Já o transporte rodoviário, seja ele fretado, metropolitano executivo, intermunicipal ou interestadual, poderá funcionar com 100% da ocupação.
Não houve decisão sobre a liberação de eventos. O Gabinete de Crise também disse estudar a redução do espaço entre classes em salas de aula para um metro entre os alunos.
Situação das regiões:
Aviso (17): Porto Alegre, Canoas, Guaíba, Santa Maria, Uruguaiana, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Bagé, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.
Sem notificação (4): Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Santa Rosa e Taquara
Governo do estado observou aumento nas internações gerais em hospitais
Reprodução/RBS TV
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Compartilhe esse Artigo