Semanas depois de ser absolvido pela Justiça do Distrito Federal das acusações de violência doméstica, ameaça e tentativa de homicídio feitas pela ex-mulher, o advogado Roberto Caldas, ex-juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, conseguiu outra vitória, desta vez na OAB.

Saiu nesta quarta-feira a certidão de arquivamento do processo movido contra ele no Conselho Seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil, por conta da suposta violência contra a mulher, que configuraria falta ética.

O caso foi arquivado pelo presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-DF, Antônio Alberto do Vale Cerqueira.