Após a Polícia Federal abrir investigação contra jogadores argentinos pelo crime de falsidade ideológica, o temor de alguns dirigentes da CBF é de também serem responsabilizados pelas irregularidades sanitárias vistas no jogo entre Brasil e Argentina.

Fontes da entidade ouvidas pelo Radar avaliam que, se for comprovado que havia um acordo de flexibilização de protocolos sanitários entre CBF e a Federação Argentina, os dirigentes que tiveram contato com o assunto podem ser responsabilizados.

Ainda tem muita água para rolar no caso e é provável que nada aconteça aos cartolas, mas medo, isso sim, a turma tem.