Um homem de 30 anos, que vivia em Porto Alegre, foi preso na Bielorrússia após ser acusado de liderar um esquema de tráfico internacional de pessoas. Natural de Florianópolis, o acusado fazia parte da lista de procurados pela Organização Interpol (Internacional de Polícia Criminal).

A força-tarefa que chegou ao fim com a captura do suspeito, batizada de Operação Sedução, teve início com a denúncia de uma vítima gaúcha, de 18 anos, que conseguiu escapar do agressor. Ela buscou refúgio na embaixada brasileira de Minsk, e relatou à Polícia Federal que sofria abusos físicos e psicológicos de parte do investigado.

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido em Porto Alegre, em um endereço vinculado ao acusado. No local, os agentes da Polícia Federal apreenderam equipamentos eletrônicos, notebooks, mídias, anabolizantes e petrechos para práticas e abusos sexuais. A operação contou com a colaboração do Ministério das Relações Exteriores.