Nome do profissional não foi divulgado. Segundo delegada, homem teria cometido abuso em consultas de medicina do trabalho. Polícia ainda coleta depoimento de mulheres. Casos são investigados pela DEAM de Cruz Alta
Graziéli Bottari/RBS TV
Um médico está sendo investigado por suspeita de violência sexual mediante fraude contra pacientes em Cruz Alta, no Noroeste do Rio Grande do Sul. De acordo com a Polícia Civil, 10 mulheres já prestaram depoimento, até esta quarta-feira (18), relatando a conduta do profissional.
Em contato com a reportagemn da RBS TV, a delegada Jaqueline Pellegrini contou que, conforme o relato das mulheres, o abuso teria acontecido em consultas de medicina do trabalho. Com o pretexto de fazer exames, o médico tocaria nas mamas das pacientes.
A titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Cruz Alta preferiu não dar detalhes da investigação, “para não haver prejuízo para as diligências”. O nome do médico não foi divulgado.
“Estamos na fase de oitiva das vítimas e encaminhamento para perícia, se necessário”, diz.
A polícia pede que mulheres que desejam denunciar casos como esse registrem ocorrência no Pronto Atendimento da Policia Civil ou então na DEAM de Cruz Alta, pelo telefone (55) 3322-6160.
Outros casos
No dia 12 de agosto, o cirurgião plástico Klaus Brodbeck foi indiciado por seis crimes, como assédio sexual e estupro, que teriam sido cometidos contra pacientes em Porto Alegre e outras cidades. A defesa do médico nega os delitos.
Em Canguçu, no Sul do estado, o ginecologista Cairo Barbosa foi preso e denunciado por violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável contra pacientes. A defesa afirma que irá se manifestar somente em juízo.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS