A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, determinou nesta terça-feira, 17, a transferência da ex-deputada federal Flordelis da Unidade Prisional Santo Expedito para o presídio Talavera Bruce. As duas unidades prisionais ficam no Complexo de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro.

O assistente de acusação do processo, contratado pela família do pastor Anderson do Carmo, ex-marido de Flordelis, havia solicitado a transferência da ex-deputada para Unidade Prisional Nilza da Silva Santos, em Campos dos Goytacazes, norte fluminense, mas a juíza Nearis considerou “inadequada” esta opção,”especialmente em razão da distância desta comarca em relação àquela”.

Na decisão, a juíza Nearis reforçou a proibição de qualquer contato entre os réus do processo. Flordelis é acusada da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019, e responderá por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima –, tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada. Mais dez réus respondem pelo assassinato. Rayane, neta da ex-deputada, também acusada de participação no crime, está presa na Unidade Santo Expedito.

Flordelis teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na última sexta-feira, 13. A decisão foi tomada pela juíza Nearis, que acatou pedido do Ministério Público estadual (MP).

Com Agência Brasil