A 2ª Turma do STF retomou na sexta o julgamento da denúncia da PGR contra o chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira. O julgamento ocorre no plenário virtual da Corte e o placar está em 2 a 1 pelo arquivamento da denúncia. Nunes Marques e Ricardo Lewandowski ainda não votaram. Se um deles acompanhar a maioria, o ministro estará livre da acusação.

Ciro é acusado de obstruir investigações sobre suposta organização criminosa formada por integrantes do PP. Enquanto uma turma da Corte decide se o ministro vira ou não réu, ele vai tomar um café na quarta com o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, para exercitar seus poderes de “amortecedor” das crises provocadas por Jair Bolsonaro.

Desde que o presidente decidiu ignorar apelos de Fux pela pacificação das relações entre os poderes, o Planalto passou a ficar isolado na interlocução com o STF. Político da velha guarda, Nogueira vai tentar reabrir canais.