O governo do Rio Grande do Sul reduziu de 1,5 metro para 1 metro a distância obrigatória entre as classes nas escolas públicas e privadas. A medida, que visa permitir o aumento do número de estudantes nas salas de aula, consta em um decreto publicado na noite de segunda-feira (09) no Diário Oficial do Estado.

A diminuição do distanciamento foi reivindicada pela AEPEI-RS (Associação das Escolas Privadas do Rio Grande do Sul) para possibilitar o retorno de mais alunos às aulas presenciais.

Com o objetivo de evitar a propagação do coronavírus, continuam em vigor nas instituições de ensino medidas como o uso de máscara por professores, funcionários e alunos e a ventilação cruzada (manter janelas e portas abertas) nas salas de aula.

Restaurantes e academias

O governo retirou a obrigatoriedade da ventilação cruzada em restaurantes. Também não é mais necessário disponibilizar um funcionário para servir os clientes em bufês.

Nas academias, o agendamento prévio para a realização de atividades presenciais deixou de ser obrigatório.