O governador Eduardo Leite participou, na noite de quarta-feira (01), ao lado do superintendente do ICI (Instituto do Câncer Infantil), Algemir Brunetto, do embaixador do ICI para América Latina, Andrés D’Alessandro, e da embaixadora regional do instituto, Cris Silva, da abertura do Setembro Dourado, um mês de conscientização, informação e diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil.

A campanha é uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer e objetiva combater a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes até 19 anos no Brasil.

“O Setembro Dourado é, por lei, um mês dedicado a informarmos e conscientizarmos as pessoas sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil. Para isso, que bom que podemos contar com pessoas qualificadas nas suas áreas e conhecidas e queridas pelo público como embaixadores e exemplos desta causa. Para mim, é uma honra poder participar desta missão. Contem comigo e com o governo do Estado para tudo que for possível em termos de políticas públicas e conscientização, especialmente para que os sinais de câncer sejam percebidos o mais cedo possível, assim podermos começar brevemente o tratamento e, dessa forma, salvar vidas”, afirmou o governador.

Segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), em 2020 cerca de 8,4 mil pacientes foram diagnosticados com câncer infanto-juvenil no País. No Rio Grande do Sul, o número fica em torno de 400 novos casos.

Todos os anos, o Instituto do Câncer Infantil promove palestras, ações em parques, escolas, empresas e shoppings, além da distribuição de material informativo e do laço dourado, símbolo da campanha. Com a pandemia de coronavírus, as ações foram feitas com distanciamento social e de forma on-line.