A manhã desta segunda-feira (06) em Porto Alegre registrou transtornos aos usuários da Carris em razão da paralisação dos trabalhadores da companhia. Passageiros relataram atrasos nas suas tarefas devido ao número reduzido de ônibus circulando.

Em frente à sede da Carris, um grupo de rodoviários realizou novo protesto contra o projeto de privatização da empresa, na Zona Leste da Capital. Eles carregaram faixas e bandeiras. Depois, uma caminhada foi realizada em direção à Câmara de Vereadores.

Somente 65% dos coletivos da empresa previstos para o horário saíram da garagem nesta segunda. A EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) informou que veículos de consórcios privados estão sendo utilizados para suprir a demanda de coletivos.

Ônibus

Para atender os usuários das linhas de ônibus da Capital em razão de manifestação de rodoviários da Carris, a Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação, vai manter, nesta segunda-feira, o esquema especial para o transporte coletivo.

A operação, que já garantiu 100% de atendimento das linhas da Carris na última sexta-feira, 3, ocorrerá ao longo de todo o dia e a noite, com parte das linhas de ônibus operadas pelos consórcios privados.

A Carris vai atender a T3, T9, T13, 353, T2, T5, T7, T8, 375, T2A, T11A e T12A, D43, C1, C2, C3 e T10, enquanto as outras linhas da companhia serão atendidas pelos consórcios Viva Sul, Leste e MOB.

As linhas de lotação estão liberadas para circular com passageiros em pé no interior dos veículos.

A prefeitura monitora a circulação e o atendimento aos passageiros de ônibus desde as primeiras horas da manhã. As informações sobre a situação do transporte e trânsito serão divulgadas em tempo real no twitter da @eptc_poa.

Veja como vai funcionar:

Consórcio Viva Sul: T11, T12
Consórcio Via Leste/Mais:T6, 343
Consórcio MOB: T4, T1
Cia. Carris: T3, T9, T13, 353, T2, T5, T7, T8, 375, T2A, T11A e T12A, D43, C1, C2, C3 e T10.