Em protesto, torcida do Grêmio joga pedras e rojões em ônibus do clube e tenta invadir centro de treinamento em Porto Alegre

0
5


Time retomou os treinamentos nesta quarta-feira (1º). Torcidas organizadas protestaram contra membros da diretoria e jogadores. Brigada Militar dispersa protesto da torcida do Grêmio
Fernando Becker/RBS TV
Torcedores do Grêmio protestaram contra a os dirigentes e jogadores do time, nesta quarta-feira (1ª), em frente ao centro de treinamento Luiz Carvalho. Pedras e rojões foram arremessados contra o ônibus do clube, e uma tentativa de invasão.
A Brigada Militar interveio, soltando bombas de gás lacrimogêneo e fazendo um cordão de isolamento para a chegada do ônibus do time no CT, por volta das 14h15.
Quatro torcidas organizadas do clube estiveram presentes com faixas de protesto.
Depois, os policiais avançaram contra os torcedores para dispersar o protesto e afastar os presentes da entrada do centro de treinamentos. Nesse deslocamento, os torcedores também arremessaram pedras para dentro do local por cima do muro. E tentaram arrombar um portão secundário da estrutura gremista. Pela parte de dentro, policiais se deslocaram e evitaram a invasão.
O protesto foi convocado pelas redes sociais por quatro torcidas organizadas: Geral do Grêmio, Torcida Jovem, Raça Tricolor e Rasta. No início de julho, outra manifestação já havia ocorrido, quando três integrantes foram recebidos no CT para uma rápida conversa.
O time perdeu para o Corinthians no último sábado (28), pelo Brasileirão, e segue na zona de rebaixamento do Brasileirão. O próximo compromisso será contra o Ceará, no dia 12 – o jogo com o Atlético-MG, que seria no domingo (5), foi adiado.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS