Com 1.148 mortes registradas por Covid-19 no Brasil nesta quinta-feira, 12, a média móvel de óbitos chegou a 884,3 e completou duas semanas consecutivas em declínio. A última vez que o índice não apresentou queda foi em 29 de julho, quando se manteve estável — na ocasião, foram contabilizadas 1.318 vítimas fatais. Com os dados desta quinta, já são 42 dias consecutivos que o país não ultrapassa as duas mil mortes diárias. A última vez que isso aconteceu foi em 2 de julho. 

LEIA TAMBÉM: Vacina do coronavírus: 5 respostas importantes para quem já pegou Covid-19

Seguindo a mesma tendência, a média móvel de novos casos segue em constante diminuição. Com os 39.982 diagnósticos nas últimas 24 horas, o índice chegou a 31.211,4 e completou uma semana consecutiva apresentando queda, após duas semanas em estabilidade. A última vez que a taxa registrou aumento foi há 49 dias atrás, quando 73.602 foram infectados pela doença, segundo levantamento feito por VEJA.

A avaliação comparativa do período de duas semanas é determinada por infectologistas, que fixam a variação de 15% como ponto de inflexão para que se mude a tendência da pandemia para alta ou queda.

Com 39.982 novos casos e 1.148 mortes, o Brasil chega a 20.285.067 diagnósticos de Covid-19 e 566.896 óbitos desde o início da pandemia.

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 no Brasil, nas cinco regiões do país e em todos os Estados:

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 nas 27 capitais brasileiras, separadas em suas regiões*: