A Expointer 2021 será uma das únicas feiras agropecuárias a ser realizada neste ano no País. Com rigorosos cuidados sanitários e restrição de público, o evento ocorrerá no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, a partir deste sábado (04).

Em cada um dos nove dias de feira, no máximo 15 mil visitantes poderão acessar o parque, que terá somente bilheteria on-line, cercamento eletrônico e ações educativas com a finalidade de reforçar as principais medidas de prevenção à Covid-19.

Os visitantes deverão obedecer às seguintes regras:

• usar máscara;
• não aglomerar e procurar espaços com menos circulação de pessoas;
• alimentar-se somente nos locais específicos para isso;
• realizar higiene frequente das mãos;
• atentar para a lotação dos locais com teto de ocupação permitido;
• orientar a ida ao evento nos dias e horários que tendem a ter menor público (dias de semana, durante a manhã) se possível.

Durante o evento, o governo gaúcho promoverá duas reuniões diárias de avaliação para ajustar condutas e procedimentos, visando ao cumprimento das normas sanitárias e garantindo a segurança da feira.

O visitante não deve comparecer ao parque se estiver com sintomas gripais (febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, falta de paladar ou de olfato) e/ou diarreia em até dez dias antes do evento. Nem mesmo se teve contato com caso suspeito ou confirmado para Covid-19 em até 14 dias antes do evento.

Isso consta no termo de compromisso em que o visitante precisa dar o aceite no momento da compra do bilhete. No questionário, deve informar o estado de saúde e se comprometer a cumprir os protocolos sanitários.

Processo de triagem

Todas as pessoas passarão por triagem cada vez que acessarem o Parque de Exposições Assis Brasil. Haverá verificação de temperatura e orientação quanto ao uso da máscara e demais regras sanitárias. Só será autorizada a entrada de quem estiver com boas condições de saúde.

Monitores

Em apoio aos organizadores da feira, foram contratados 115 monitores, que terão um papel de agentes multiplicadores de educação em saúde. Eles farão abordagens sobre a prevenção contra a Covid-19, orientarão sobre uso da máscara e ajudarão a verificar o cumprimento das regras sanitárias.

Teste de Covid para trabalhadores

Não é obrigatório estar vacinado contra o coronavírus para participar do evento. O público interno (expositores, copromotores e trabalhadores em geral), que estará presente durante os nove dias de Expointer, deverá providenciar o exame RT-PCR ou antígeno, feito no máximo nas 72 horas anteriores. O resultado negativo ou não detectável para Covid-19 deve ser apresentado no primeiro dia de acesso ao parque.

Atividades proibidas

Estarão proibidas as seguintes atividades dentro do parque: eventos como happy hour e coquetéis, entre outros; oferta de produtos para degustação; excursões; parque de diversões; qualquer tipo de show, atividades promocionais ou ações que possam gerar aglomeração de pessoas; música alta que prejudique a comunicação entre clientes; danças, bailes e a permanência de pessoas em pé em ambientes fechados.

Alimentação

O comércio de alimentos e bebidas será realizado exclusivamente em espaços locados com a organização do parque e em local sinalizado e específico, ficando proibido o comércio ambulante. O público não poderá consumir alimentos ou bebidas quando em movimento na praça de alimentação, nos pavilhões e nas áreas de circulação do parque – o consumo só será permitido em locais próprios e devidamente sinalizados para este fim.

Os restaurantes das agroindústrias familiares, dentro do Pavilhão da Agricultura Familiar, deverão seguir os mesmos regramentos previstos para os demais serviços de alimentação. Deverão ter separação física do restante do pavilhão, com distanciamento compatível e suficiente para evitar a formação de filas.

As bancas que comercializarem alimentos e bebidas para consumo imediato, como sucos e pastéis, entre outros, deverão orientar os clientes a usar mesas e espaços exclusivos para isso, podendo ser no próprio espaço dos restaurantes.

Os serviços de alimentação deverão ter sistema de buffet com protetor salivar, servido por funcionários, autorizar apenas clientes sentados e em grupos de até cinco pessoas. É vedada a permanência de clientes em pé durante o consumo de alimentos ou bebidas.