A CCJ do Senado acaba de aprovar, por 21 votos a 6, a recondução do chefe da PGR, Augusto Aras, para mais dois anos de mandato no comando do órgão. Agora, o parecer aprovado pelos senadores precisará ser referendado também no plenário do Senado. A votação é secreta, e o indicado necessita de, pelo menos, 41 votos favoráveis, para ser reconduzido.

O Radar mostrou nesta terça que o procurador-geral fez um longo trabalho no Senado, chegando a conversar com mais de 70 dos 81 senadores da Casa. Ele deve ter votos suficientes para ser aprovado na próxima votação.