O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, engrossou o coro das autoridades que cobram uma resposta dura às falas golpistas de Jair Bolsonaro neste feriado de 7 de Setembro.

Segundo o chefe nacional da Ordem, Bolsonaro usou dinheiro público para transformar o feriado do Dia da Independência em evento particular “a serviço de seus interesses golpistas”.

Ele cobrou os presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, que respondam à altura as ameaças do presidente da República de não acatar decisões do STF.

“Chegou o momento histórico de os presidentes da Câmara e do Senado tomarem posição. A sociedade espera atitude firme de defesa da democracia ameaçada”, disse ele.