Nesta quarta-feira (8), a Polícia Civil gaúcha foi homenageada com a Medalha da 55ª Legislatura da Assembleia Legislativa. A honraria é um reconhecimento pela atividade das Delegacias de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab), que têm resultado em quedas significativas nos índices de criminalidade na zona rural.

A chefe de Polícia do Rio Grande do Sul, delegada Nadine Anflor, recebeu a honraria no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, onde ocorre a 44ª edição da Expointer, considerada a maior feira a céu aberto do agronegócio na América Latina.

Segundo a corporação, esse tipo de unidade especializada foi planejada para atender a uma das principais demandas do setor produtivo gaúcho: os crimes rurais. No foco principal está o abigeato, como é conhecido o furto e roubo de  bovinos e outros animais no campo. Também são investigadas ocorrências de subtração e receptação de máquinas, equipamentos e insumos agrícolas.

“No Rio Grande do Sul, os delitos em propriedades no campo têm cada vez mais atenção da segurança pública”, garante o Palácio Piratini. O trabalho conta com Decrabs em Bagé, Cruz Alta, Santiago e, desde 2019, em Camaquã.

De janeiro a julho, os registros de abigeatos no Rio Grande do Sul caíram 7,9% em relação ao mesmo período no ano passado, passando de 3.115 para 2.870. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, trata-se d o menor número da série histórica, iniciada em 2012.

Em julho, o número de ocorrências também foi o mais baixo já verificado nesses últimos nove anos: 392 ocorrências, 15,7% menos que as 465 do mesmo mês em 2020.

A Medalha da Legislatura foi instituída pelo Parlamento em 2008 e se destina a pessoas físicas ou jurídicas que contribuem com ações para o desenvolvimento do povo gaúcho, em áreas específicas. No caso da Polícia Civil, a homenagem desta quarta-feira havia sido proposta pelo deputado estadual Sérgio Turra (PP).

Ampliação

Uma solenidade marcada para esta quinta-feira (9), também na Expointer, deve marcar a assinatura de um decreto estadual que amplia a competência regional das Decrabs para atender a todo o Estado, dividido o mapa gaúcho em quatro macrorregiões. O objetivo é qualificar e expandir atividades prevenção, repressão e investigação desse tipo de crime.

Além disso, na atual gestão, houve a criação de três novos Batalhões de Polícia de Choque (Caxias do Sul, Pelotas e Uruguaiana). Dentre suas funções está a atuação direta na repressão a crimes fronteiriços como abigeato e furtos de maquinários e insumos agrícolas, além de permitirem uma resposta mais rápida contra atividades criminosas.

(Marcello Campos)