De acordo com a Secretaria da Saúde, medida foi tomada devido à projeção do aumento do número de casos de Covid-19 neste verão. Outras 68 novas unidades ficarão de retaguarda operacional, para serem habilitadas conforme necessidade em Porto Alegre. Para suprir a eventual demanda, 100 leitos serão abertos e reativados no RS
Divulgação/SES-RS
O governo do Rio Grande do Sul prevê que 100 leitos de UTI serão abertos e reativados até a primeira quinzena de fevereiro. O processo inicia nesta quarta-feira (13) em Cruz Alta e Osório. No Hospital São Vicente de Paulo, em ambas as cidades, serão abertas 10 unidades com atendimento pelo SUS, totalizando 20 leitos.
Há, ainda, previsão de entrega de mais 80 leitos novos e reativados em Pelotas, Porto Alegre e Canoas. Veja as cidades abaixo.
A medida foi tomada porque a Secretaria da Saúde projeta um aumento do número de casos de Covid-19 neste verão.
Outras 68 novas unidades ficarão de retaguarda operacional, para serem habilitadas conforme necessidade em Porto Alegre.
Hospitais com leitos novos e reativados
Hospital São Vicente de Paulo (Osório) – 10
Hospital São Vicente de Paulo (Cruz Alta) – 10
Hospital Universitário São Francisco (Pelotas) – 10
HPS de Porto Alegre – 10
Hospital Vila Nova (Porto Alegre) – 16
Hospital Restinga (Porto Alegre) – 10
Hospital Universitário (Canoas) – 15
Hospital Beneficência Portuguesa de Porto Alegre – 19
Hospitais com leitos operacionais de retaguarda
Hospital Cristo Redentor (Porto Alegre) – 18
Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – 30
Hospital de Clínicas (Porto Alegre) – 20
Hospital da Restinga em Porto Alegre terá 10 novos leitos de UTI
Maia Rubim/PMPA
VÍDEOS: Bom Dia Rio Grande