Cientistas envolvidos no desenvolvimento da CoronaVac, vacina para Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan, dizem que o imunizante estará em condições de começar a ser aplicado na população já em 15 de janeiro de 2021.

A disposição do governo de protelar o início da vacinação até março é vista como uma “atitude criminosa” por um importante interlocutor do trabalho. “É um crime perder tanto tempo para começar a salvar as pessoas tendo a vacina nas mãos”, diz um interlocutor dos cientistas.

Como se sabe, o imunizante da China está em fase final de análise. Nesta quinta, o diretor do centro de imunobiológicos brasileiro, Dimas Covas, confirmou que a eficácia da vacina será divulgada até o dia 15 de dezembro.