O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) doou, nesta semana, bibliotecas com 2,2 mil títulos de literatura em geral – nacional e estrangeira – para 11 penitenciárias do Rio Grande do Sul.

Cada uma receberá uma coleção de 200 livros doados por meio do Projeto Pró-Biblioteca, da Editora L&PM, que o BRDE apoia via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Mais de 3,36 mil apenados se beneficiarão dessa iniciativa, que busca equipar e atualizar as bibliotecas dos presídios gaúchos oferecendo uma opção educativa e cultural, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e a ressocialização desse público. O projeto tem como missão incentivar a literatura entre a população que utiliza os acervos das bibliotecas comunitárias no País, sendo uma oportunidade de investimento na qualificação humana.

A entrega das coleções de livros foi feita ao secretário da Administração Penitenciária do RS, Cesar Faccioli, pelo diretor-presidente do BRDE, Luiz Corrêa Noronha, e o diretor da Editora LP&M, Paulo de Almeida Lima, na sede da secretaria. Foram beneficiados os presídios de Sapucaia do Sul, Bento Gonçalves, Guaíba, Santa Vitória do Palmar, Lajeado, São Francisco de Assis, Sarandi, Arroio dos Ratos, Três Passos, Espumoso e Porto Alegre.

(Foto: Acervo L&PM/Divulgação)