Até as 7h30, três pessoas haviam sido presas. Mandados estão sendo cumpridos em Porto Alegre, Viamão e Cidreira. Polícia desarticula quadrilha que roubava carros em Porto Alegre e Região Metropolitana
A Polícia Civil, em conjunto com a Brigada Militar, realiza nesta quarta-feira (2), operação de combate ao roubo de veículos no Rio Grande do Sul. Até as 7h30, três pessoas haviam sido presas.
Os mandados de busca e apreensão e de prisão estão sendo cumpridos em Porto Alegre, Viamão, na Região Metropolitana e Cidreira, no Litoral Norte.
“Hoje a gente conseguiu tirar das ruas até o momento três indivíduos de alta periculosidade, todos eles com graves antecedentes criminais, ladrões de carros que agem sempre a mão armada, e estão sempre prontos para cometer um crime maior, como um latrocínio. São vários roubos de veículos que são imputados a esses indivíduos”, destaca o delegado Rafael Liedtke.
Segundo a polícia, as investigações tiveram início há mais de quatro meses, período em que os policiais civis efetuaram oitivas de diversas pessoas que tiveram seus carros roubados. Os investigados foram reconhecidos através de fotos como sendo os autores dos roubos.
“A gente chamou as vítimas na delegacia, e as investigações demonstraram que eles são sim autores desses roubos”, diz o delegado.
De acordo com a polícia, os criminosos agiam, na maioria das vezes, em duplas e se aproveitavam de um momento de distração das pessoas para executar o roubo do veículo, sempre mediante ameaça com arma de fogo.
Após a prática dos roubos, os carros tinham seus sinais identificadores, como placas, numeração de vidros, chassi e motor, adulterados ou clonados e, em alguns casos, acabavam sendo repassados a Santa Catarina, onde são revendidos como se fossem originais.
Até o início da manhã, três pessoas haviam sido presas
Divulgação / Polícia Civil
Fábrica clandestina identificada
Na terça-feira (1º), a mesma equipe da Polícia Civil localizou em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, uma fábrica clandestina de falsificação de placas e de clonagem de veículos roubados.
“Oito meses de investigação, muita campana policial, e demorou pra gente descobriu esse local, de uma verdadeira organização criminosa com berço aqui na Capital e Região Metropolitana responsável pela clonagem e a falsificação de placas inclusive do Mercosul, com carimbo de QR Code falsificado”, conta o delegado Rafael.
No local, um homem de 37 anos foi preso na posse de um veículo já clonado, que havia sido roubado em Porto Alegre. Além disso, os agentes ainda localizaram e apreenderam diversas placas falsificadas, tarjetas, lacres de placas e ferramentas para adulteração de sinais identificadores (clonagem de veículos roubados), tudo escondido embaixo da cama no quarto do investigado.
“Era uma casa alugada, bastante discreta, justamente onde eles montaram, pra nossa surpresa, uma verdadeira fábrica clandestina de falsificação de placas. Tinha duas motos sendo clonadas quando entramos. Documentos de porte obrigatório já falsificados foram encontrados no local”, diz.
Durante a investigação, a polícia teve acesso a áudios dos suspeitos falando sobre o processo de clonagem das placas. (Veja trechos abaixo).
Áudios obtidos pela polícia mostram suspeitos falando sobre a adulteração das placas
Reprodução / RBS TV
Áudios obtidos pela polícia de conversas entre os criminosos
Reprodução / RBS TV
Veja mais vídeos do Bom Dia Rio Grande