A EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) informa o início, nesta segunda-feira (23), da operação de nova faixa exclusiva e ciclovia nos bairros Auxiliadora e Moinhos de Vento para a priorização do transporte coletivo e da mobilidade ativa na Capital. A medida amplia para 35,8 quilômetros de faixas azuis, de uso exclusivo do transporte público nos horários de pico, que, junto aos 56,3 quilômetros de corredores de ônibus, contribuem para a regularidade das operações e mais agilidade nas viagens na Capital.

A partir da esquina da rua Carlos von Koseritz, bairro Auxiliadora, um trajeto de 2.400 metros foi sinalizado com a faixa exclusiva na avenida Plínio Brasil Milano, sentido bairro-Centro, e segue por toda a rua 24 de Outubro, no Moinhos de Vento, até a Praça Júlio de Castilhos, próximo à rua Ramiro Barcelos. A implantação vai beneficiar cerca de 83 mil usuários e agilizar o deslocamento de 17 linhas de ônibus e lotação. A entrega vai resultar em 16.950 metros de trechos de faixas exclusivas implantados em 2020, que representam 108% do total implantado desde 1977 até 2016 (15.700 m).

No horário entre 6h e 9h e das 16h às 20h, de segunda a sexta-feira, o uso do trecho demarcado com a faixa azul será prioritário para o transporte coletivo, seletivo e táxis. Fora do horário de pico e aos finais de semana, estará disponível para os demais veículos. A EPTC informa que é permitido acessar a faixa exclusiva do ônibus para realizar uma conversão na rua seguinte ou para acesso a garagens e estabelecimentos, desde que devidamente sinalizado com o uso de seta (pisca-pisca), como em toda e qualquer mudança de faixa.

Os usuários da mobilidade ativa recebem uma ciclovia unidirecional de 1.400 metros desde o início do trecho até o Parque Moinhos de Vento. Com a implantação, podem fazer seus deslocamentos com segurança através da ligação com a malha cicloviária da av. Goethe, das ruas Vasco da Gama, Mariante e Silva Só até chegar à av. Ipiranga, para acessar as universidades (UFRGS e PUCRS) ou a Orla do Guaíba.

O projeto, que possui o conceito de Ruas Completas, utiliza soluções de desenho urbano para oferecer uma experiência mais segura e democrática para todos. Através do redesenho da sinalização horizontal, com demarcação de ilhas por meio de urbanismo tático e redução da distância na transposição das vias, é possível priorizar os usuários da mobilidade ativa ao valorizar a segurança e reduzir a acidentalidade nos trechos. A redivisão das faixas de rodagem, sem redução de capacidade de veículos, também contribui para tornar mais eficiente o uso do espaço urbano.

Os locais terão um período de acompanhamento e orientação aos usuários. Haverá reforço nas ações educativas, com a presença de agentes de fiscalização de trânsito e transporte para instruir sobre o uso adequado do espaço.

Priorização

As medidas de priorização do transporte coletivo contribuem para a regularidade das operações e mais agilidade nas viagens, o que auxilia na diminuição do tempo de deslocamento dos usuários. Isso atrai novos passageiros, pois melhora a qualidade do serviço. Com viagens mais rápidas, sem congestionamento, também é possível economizar combustível.